Ikkyo

Literalmente “primeiro princípio”. Técnica de base do Katame Waza (Técnicas de controle). Leer más

Ikkyo, que podemos definir como uma técnica que consiste no controle do eixo do corpo do atacante a partir de dois pontos (cotovelo e punho) com uma ação vertical e tangencial que traz o uke de seus apoios e que o leva ao chão, onde continua com a imobilização do braço (colocado acima da continuação da linha imaginária dos ombros do uke), e que permite o controle do resto do corpo do atacante.

Mas é importante notar que, mecanicamente, o Ikkyo passa principalmente através de 4 pontos do corpo do Uke: cotovelo, ombro, quadril oposto e joelho opostos e que, se algum desses pontos não é móvel e adaptável o suficiente, não pode ser executado em sua “Forma ideal”. Portanto, grande parte do estudo dessa técnica envolve o conhecimento, através da prática, do nosso corpo e suas tensões, o que nos permitirá agir de forma mais natural e adaptativa a cada momento.

A técnica Ikkyo é a base a partir da qual normalmente executamos outras técnicas base do repertório, como nikyo, sankyo e yonkyo, e geralmente é executada de duas formas: Omote e Ura.

Em geral, “Omote” consistirá em avançar em direção ao parceiro (sem deixar que o ataque atinja completamente seu desenvolvimento) desviando a ação para causar o desequilíbrio do uke, mas precisando que ele permaneça “envolvido” continuando para frente (para não se virar, recuar ou fugir).

Porém, para a forma “Ura”, e mantendo a ideia básica, o ataque será estendido e desviado, orientando a ação para a parte externa do parceiro, o que fará com que, ao utilizar duas dinâmicas diferentes, as quedas sejam, portanto, diferentes.